Skip to content

Ah, o tempo

Renascer todo dia.

Ah, o tempo, 

o relógio para alguns é uma cruel realidade, principalmente quando desembarcamos na estação das lembranças e da saudade, 

quando nosso físico já não consegue acompanhar os passos de nossa alma.

Ao buscarmos recordações deixamos de viver o agora, de perceber o quanto o presente tem a nos oferecer.

Façamos do relógio nosso aliado, 

o amigo que nos impulsiona para frente

nos tira da inércia e procrastinação, deliciando-se como se fosse o último momento de nossa encarnação atual.

Tanto há para se fazer,

pessoas a abraçar, 

sorrisos para colher.

Vamos fazer do ontem um lugar para visitar,

não para morar.

Não sou o mesmo que viveu ontem,

renasci ao acordar e tenho a chance de ser bem melhor do que fui.

O amanhã deixa para quando renascer novamente,

depois de mais uma noite de sonho revitalizador.

Recebemos presentes encantadores a cada nascimento e muitas das vezes, não admiramos como devíamos.

Carpe Diem

Que a colheita seja o suficiente para alimentar corpo e alma por hoje.