Skip to content

Cuidado com o sol

Como se proteger?

Estamos na primavera e logo estaremos no verão, estações de muita alegria e sol!

A exposição ao sol ajuda na síntese de vitamina D, necessária para que nossos ossos sejam saudáveis. No entanto, é preciso tomar cuidado com o excesso e a falta de proteção.

Isso porque o efeito da radiação é cumulativo e a luz solar recebida desde a infância só́ será́ sentida na fase adulta, podendo causar envelhecimento precoce e potencializar o surgimento do câncer de pele.

Nos pequenos, dois tipos de exposição solar são bastante perigosos. 

O primeiro deles é ficar muito tempo sob os raios solares em um curto período de tempo, deixando o famoso “vermelhão” depois de um dia no parque ou na piscina, por exemplo.

Outro tipo são as crianças que passam o dia ao ar livre, sempre expostas à luz solar e permanecendo bronzeadas o ano todo.

Garotas, Natação, Salpicos, Irmãs, Garotinhas


Algumas dicas para evitar os danos causados pela exposição ao sol são:

  • Evite a exposição direta e excessiva ao sol em bebês com menos de 6 meses;
    A partir dos 6 meses, as exposições devem ser curtas e antes das 10h ou após as 16h, sempre com a utilização de protetor solar;
  • Além do protetor solar, é preciso usar chapéus, roupas adequadas e guarda-sol em períodos de exposição prolongada, como em praias e piscinas;
  • Aplique generosamente o filtro solar 20 a 30 minutos antes que o pequeno se exponha ao sol e reaplique sempre que ele sair da água ou suar muito;
  • Incentive seu filho a usar o protetor solar diariamente – dê o exemplo e use em você̂ também!

FPS E PPD – no que ficar de olho ao comprar protetor solar infantil

Quando vão comprar protetor solar para toda a família, a maioria dos papais e mamães só presta atenção a uma informação do rótulo: o FPS (Fator de Proteção Solar). 

Mas você sabia que existe outra sigla que deve ser levada em consideração ao comprarmos um filtro solar? O PPD (Persistant Pigment Darkening – Escurecimento Persistente do Pigmento). 

Enquanto o FPS indica o fator de proteção do produto contra os raios UVB, o PPD revela o índice de proteção contra os raios UVA. 

A radiação UVB é a responsável por deixar a nossa pele avermelhada e queimada, já os raios UVA são responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele, penetrando profundamente na derme e causando danos cumulativos. 

Por isso, é importante ficar de olho se o filtro solar de seu pequeno oferece uma proteção de amplo espectro, ou seja, contra os raios UVA e UVB.

Mas Dra., qual é o valor de PPD ideal?

Quanto mais alto, melhor! 

Mas ele precisa ter pelo menos um terço do valor do FPS. Ou seja, se o fator de proteção é de 30 FPS, o PPD deve ser maior do que 10 para ser considerado efetivo.

Nas embalagens, o valor do PPD pode ser ilustrado da seguinte forma: + (baixa), ++ (média) e +++ (alta proteção).

Escolha o melhor filtro para o seu filho e curta os dias de verão sem maiores preocupações.

Natação, Piscina, Respingo, Nadador

Proteção além do filtro solar: conheça outras formas de cuidar da pele do seu pequeno no verão

O verão é a estação do sol e de muitas atividades ao ar livre, especialmente para as crianças.

Mas é preciso ficar atento à proteção que oferecemos para a pele de nossos pequenos – e ela deve ir além de evitar os horários de maior incidência de raios e do uso do filtro solar. Lembrando que a SBP contraindica exposição direta ao sol para menores de 6 meses.

Existem outras formas de proteção solar e é sobre elas que vamos falar hoje!

Durante o período em que estiverem na piscina ou na praia, os pequenos devem usar chapéus ou bonés, para proteger a cabeça e evitar queimaduras na região.

Invista em roupas com proteção UVA/UVB, que formarão uma barreira extra de proteção para a pele dos pequenos, além de serem fresquinhas.

As crianças maiores e os adolescentes devem usar óculos de sol com proteção UV que protegem os olhos contra os efeitos nocivos da radiação solar.

Procure deixar as crianças na sombra ou sob o guarda-sol pelo maior tempo possível, assim você evita a exposição excessiva ao sol.

Em caminhadas, procure usar sombrinhas para proteger você e seu filho da radiação solar

É claro que não pode faltar o protetor solar, indicado para maiores de 6 meses, é o melhor amigo da nossa pele no verão. Pode ser em versão creme, gel ou spray: o importante é que tenha FPS maior que 30 e que seja reaplicado de 2 em 2 horas ou sempre que a criança sair da água.

Crianças Brincando, Filho, Crianças