Skip to content

Oportunidades geradas em momentos de crise

Não há coisa mais fria do que o conselho cuja aplicação seja impossível.

Confúcio

Só depende de você!

Nesse meu texto vou respeitar muito essa frase, pois quero não parecer fora da realidade quando digo que crises geram oportunidades. Quero simplesmente mostrar que, quando o ser humano é desafiado, ele sabe usar muito bem sua inteligência.

O ser humano é muito criativo e, quando colocado na parede, sempre aparece com soluções “fora do quadrado”.

Vimos inúmeras alternativas e oportunidades muito impressionantes geradas nessa crise da pandemia em 2020.

Mas cada pessoa pode criar a sua SOLUÇÃO, seja durante ou após a crise!

Muitas foram as alternativas de logística, de serviços, home office.

Basicamente, todos os mercados descobriram a internet e o delivery, desde a comida de restaurantes de luxo até venda de carros por telefone com entrega em casa.

  • Parece loucura, mas não é: uma empresa anunciou na TV um delivery de carros, com entrega em casa! Antes da crise isso pareceria não se encaixar na frase de Confúcio.

Parcerias inusitadas entre pequenas empresas e mega redes. Já era uma opção estudada por grandes empresas, diante da incontestabilidade do sucesso da Amazon, mas a crise acelerou o processo e Magazine Luísa e Lojas Americanas disponibilizaram seus sites para a negociação de produtos de pequenas empresas. Isso não significa apenas parceria por causa da crise, isso significa novas oportunidades geradas para ambos. O importante é aprender com a experiência.

Sites de entregas abriram o leque das negociações e passaram a uma efetividade absurda.

  • A oportunidade não está apenas na rede, mas para todas as empresas que visualizam uma opção rápida e focada. No pós-crise, o importante é aprender com o laboratório que fomos forçados a participar.
  • Quantas empresas foram criadas para concorrer com ifood e rappi? Quantas empresas saíram do ostracismo e foram negociar com essas redes?

Redimensionamento do atendimento: muitas empresas redefiniram seu mercado de atuação e perceberam que uma melhoria da eficiência em termos de atendimento é focar no mercado próximo, principalmente para pequenas empresas. Negócios como mercados, quitandas e padarias usaram sua proximidade com o consumidor como principal arma e conseguiram fidelizar seu público.

  • Nesse caso, as empresas terão que analisar muito bem as variáveis, custo, preço de venda, margem de lucro e ponderar considerando a variável Imagem.
  • Aos gananciosos de plantão, informo que preços elevados para quem está com necessidades imediatas de crise pode ser muito mal visto, não geram fidelização e sim repúdio.
  • Não esqueça que existem muitos outros concorrentes querendo o mesmo cliente. Como diria minha avó “quem tem pressa come cru”. Melhor você ganhar um pouquinho menos agora e adquirir sustentabilidade para seus negócios, sendo o parceiro ideal para seu cliente hoje e no futuro.

Tecnologia para serviços tradicionais, outra grande oportunidade gerada na crise

  • Por exemplo: contadores, consultores, advogados, psicólogos, psicanalistas, psiquiatras, escritores, escolas técnicas e de idiomas, entre outros, que já estavam atuando com tecnologia e a crise elevou o patamar a um nível muito maior.
  • Todos esses serviços não precisam parar, pois podem atuar com apoio da internet e podem forçar os sistemas formais, principalmente os ligados ao governo a fazerem o mesmo.
  • A evolução está sendo acentuada.
  • Segundo Jack Welch. CEO da GE: “Controle o seu destino ou alguém controlará”, e ele está certo, esses profissionais devem aprender com a crise e desenvolver uma nova competência, solucionar os problemas dos clientes com uso da internet, sem contato, sem deslocamento, sem reuniões presenciais, sem perda de tempo.
  • Em 2020 aprendemos que está na hora de pensar diferente! Não estamos desvalorizando a relação presencial, estamos sim valorizando a mesma, pois passará a ter uma qualificação, um “plus” após a crise. Descobrimos assim que uma solução nova deve ser acolhida e avaliada, sempre.
  • Vocês imaginam quanto se economizará mundialmente se uma parte da população atuar em casa sem deslocamento? 
  • Seguindo o mesmo autor, Jack Welch, fica uma ressalva: “teremos oportunidade para aqueles que estiverem prontos para mudar”.

✅ Logo MUDE, se reinvente! Faça cursos nesse período. Procure profissionais que já trabalham de forma mais tecnológica. Troque com o outro, faça parcerias que nunca teria pensado se o momento não fosse esse.

✅ Transforme-se e aproveite o momento.

  • Algumas estruturas tradicionais poderão ser rompidas nessa crise. Um exemplo são trabalhadores administrativos de grandes empresas, de bancos, que poderão migrar para o home office definitivamente.

Home Office – Uma oportunidade na crise

Essa nova forma de relação trabalhista ganhou espaço na realidade brasileira na crise, já sendo atualmente muito utilizada no mercado internacional.

Profissionais ligados a gestão financeira, criação, marketing e analistas em geral poderão trabalhar em casa, só se deslocando quando necessário.

fotografia home office representando as oportunidade geradas na crise

O trabalho será executado por tarefas, as parcerias entre profissionais poderão ser articuladas pelas reuniões virtuais e pelos, contatos por telefone. 

A nova realidade será de uma redução ainda maior nos deslocamentos, mas uma maior demanda de serviços de delivery, por exemplo, gerando mais oportunidades de negócios virtuais.

Dentro desse tema, gostaria de lembrar Steve Jobs:

“Não deixe o barulho da opinião dos outros abafar sua voz interior. E mais importante, tenha a coragem de seguir seu coração e sua intuição. Eles de alguma forma já sabem o que você realmente quer se tornar. Tudo o mais é secundário”.

Steve Jobs

Passei esse texto mostrando que o mais importante nesse momento é parar de reclamar e começar a se transformar!

Esteja pronto para implementar transformações!

Se você como proprietário ou como profissional não está preparado, aproveite esse momento para se reinventar, faça cursos, leia muito, pesquise!

Descubra novas competências!

Esse momento pode ser um momento de reflexão e transformação!

Dentro desse contexto, veja o que diria Nietzsche:

“As convicções são inimigas mais perigosas da verdade do que as mentiras. Não há fatos eternos, como não há verdades absolutas.”

Nietzsche

👉 Logo, pare de pensar como sempre pensou… crie, evolua, descubra e chegue a novas Verdades!