Skip to content

Willy Helm é explosão, é força, é questionamento

Há algum tempo, o Gestor da Conferência do Artesanato indígena e quilombola e Feira de artesanato N/NE – Povos indígenas e Comunidades quilombolas me falou da parceria estabelecida com três profissionais da dança que estarão no evento de dezembro, entrei em contato com os três, marcamos um encontro presencial. É a partir desse contexto que começo esse artigo sobre: Wilhelm Araújo da Silva – WILLY HELM

Willy Helm é potiguar, com mais de 30 anos de experiência na dança. Saiu muito cedo do Rio Grande do Norte e com 21 anos foi para São Paulo se dedicar a sua arte, trabalhou em boas companhias de dança, começou na Cisne Negro e depois entrou para o Ballet da Cidade de São Paulo (BCSP), ligado ao Teatro Municipal, onde pode trabalhar com grandes coreógrafos e artistas da dança. 

Permaneceu no BCSP por 15 anos e conviveu com mestres que agregaram muito a sua carreira, seja na carreira nacional, como internacional.

Em 2017 voltou a Natal, um sonho antigo, sempre quis ajudar a “Dança” no meu estado, depois da pandemia, um período sem opções, estamos começando a retornar ao trabalho presencial, mas pudemos descobrir o mercado áudio-visual, um novo espaço.

Momento de ressignificação da arte da dança por meio desse “novo” veículo. 

Willy acredita que esse momento no qual nós vivemos, precisamos muito de um olhar diferenciado, não só focado no dinheiro, milhões,onde as pessoas estão lutando para sobreviver.

Fazer escolha pela carreira na dança, não garante um futuro tranquilo, não existem grandes ganhos, mas é uma escolha por vocação. Apesar de ter ocupado espaços renomados, onde os ganhos eram melhores que a média da área, não garantem uma tranquilidade. 

foto do willy helm em uma ponte contra o mar, em preto e branco

Porém, a profissão permitiu que ele realizasse sonhos, pois conheceu muitas partes do mundo, em especial a Europa, que era um sonho.

Willy Helm traz uma fala fundamental na primeira fase da entrevista:

A arte exige muita dedicação muito trabalho, se ganha pouco, mas tem um outro lado, o poder de transformar a vida em algo muito melhor!

Em breve disponibilizaremos um minidoc com a entrevista completa.

Gostaria de destacar que, entrevistar Willy me fez um bem enorme, pois sua entrevista é de uma tranquilidade, ele possui uma paz, uma realidade de equilíbrio que faz bem, mesmo que como artista seja ebulição, posicionamento e defesa de posições firmes e coerentes. 

Redes Sociais:

Rede social atuante, focada e que mostra muito do trabalho e dos desafios do mundo que são debatidos.

As imagens falam por si só!

Wilhelm (@willyreltimy) • Fotos e vídeos do Instagram

coletânea de imagens do feed do instagram do willy helm

Portfólio 

A carreira de Willy Helm é extensa, diversa e de posicionamentos admiráveis.

Para facilitar a leitura, nesse artigo reduzimos as informações do portfólio, mas o link para o porfólio completo é Willy Helm/Fawask projects (portfoliobox.net).

Vamos começar pelo que vai ser apresentado na Feira NorteNordeste &, O YpabaApé;

YPabaApé 

Uma pesquisa de intervenção urbana que começou a ser desenvolvida em São Paulo, em 2015, nessa época com o título de PaiDágua, e que continua a descobrir novas possibilidades, agora com a parceria de Tiago Landeira. 

As imagens abaixo ilustram momentos da pesquisa em São Paulo, capital em 2016/ início de 2017, e também das fases da pesquisa em Natal/RN em 2017.

Concepção e interpretação: Willy Helm e Tiago Landeira

Ideia original e performance de movimento: Willy Helm

Ambiência sonora e canto: Tiago Landeira

Duração; entre 10 e 25min

Vex O Candidato 

É um espetáculo solo, que aborda aspectos da política brasileira, apresentando em sua trilha sonora, várias falas de políticos e músicas, contextualizando esse universo. O espetáculo propõe uma intensa interação com o público por meio de uma arma de paintball que é colocada à disposição desse público durante a peça, convidando-o a votar.

O Grua

Gentlemen de Rua – é um coletivo artístico que atua há mais de 15 anos com intervenção urbana e performances de improviso, dirigido por Jorge Garcia, Osmar Zampieri e Willy Helm.

GRUA – Gentlemen De Rua (@grua_gentlemen_de_rua) • Fotos e vídeos do Instagram

Antenados, atuantes, focados, inteligentes e representam a fala de muita gente.

A Experiência no BCSP 

De acordo com portfolio do artista de 1996 a 2012, durante os 16 anos, atuei no Balé da Cidade de São Paulo.

Período de grandes oportunidades e vivências, com vários professores e coreógrafos renomados, tanto do Brasil quanto do exterior. 

Neste momento, surgem os primeiros impulsos de realizar a minha própria pesquisa e investigação dramatúrgicas, como criador. 

Ao longo dos anos no BCSP, experimentei muitos estilos e conceitos dramatúrgicos diferentes, o que naturalmente cria novas conexões e perspectivas artísticas, ao direcionarmos o olhar a esses impulsos autorais.

Search in sidebar query

ASAB

Este filme da Jatobá Filmes, realizado durante a pandemia, retrata sentimentos e experiências do isolamento tendo os corpos como protagonistas.

Willy Helm fez a entrevista conosco no seu lar, junto com a companheira Mainá, artista também, e seu bebê de poucos meses, isso me fez ver naquele mestre algo ainda mais inspirador, 

Willy Helm é arte, 

é humano, 

é alma que voa, 

é corpo que dança, 

é voz que grita e 

é braço que abraça. 

Valeu mestre!