Skip to content

Indicando filmes incríveis do século passado

negativo de filme antigo

Filmes eternizados

Vamos falar um pouco de grandes filmes que merecem ser assistidos mais de uma vez, que merecem regravações e novas versões.

A história do cinema não se faz apenas das evoluções tecnológicas envolvidas na forma de gravar e exibir filmes, mas nos temas, na fotografia, na sonorização, nas inovações que rompem pré-conceitos.

Escolhi alguns filmes que marcaram por mudanças em cenários, atuações, fotografia e trilhas sonoras. Esses primeiros escolhidos romperam barreiras.

Os dados técnicos e as imagens são da Wikipedia, mas a escolha dos filmes é minha indicação para um primeiro artigo!

Lembre-se um filme como “Hair”, “Laranja Mecânica”, “Eles não usam Black Tie” e “Juventude Transviada” romperam barreiras sociais, “Os passáros”, “ET” e Jurrassic Park” romperam conceitos, Bem Hur, Cleópatra e os Dez Mandamentos são orçamentos e bilheterias milionárias, Philadelphia e A cor púrpura e Orfeu romperam preconceitos. Enfim, conhecer esses filmes te permite conhecer a evolução da chamada “sétima arte”.

Escolhi 5 clássicos para começar:

  • Bem Hur
  • Cleópatra
  • Juventude Transviada
  • Entre dois amores
  • Hair

Bem Hur

Um épico do cinema, lançado em 1959, onde Charlton Heston protagoniza um filme com muita emoção, baseado em história bíblica, mas com romance, luta e verdade.

Um dos maiores orçamentos e construção de cenários da época, foi uma grande aposta da MGM, que rendeu 11 Oscars da academia e uma bilheteria incrível, em 2004 foi selecionado para preservação pelo National Film Registry, pois é um filme que marcou época.

Houve uma versão pouco conhecida em 1925 e em 2016 uma regravação muito boa que merece ser assistida.

Drama, romance.

Ano da Produção:1959

Diretor: Sydney Pollack

Trailer Oficial

Cleópatra

O filme é uma superprodução na mesma linha de Bem-Hur.

Mas a atuação e a beleza da eterna Elizabeth Taylor, garantem momentos de pura satisfação aos apaixonados por cinema. Richard Burton, protagoniza com Liz Taylor, mais um épico do cinema.

A Fox em 1963 cria um fenômeno com o filme. Perfeita fotografia, cenários e figurinos muito acima dos padrões, levaram a competir e ganhar vários prêmios.

O filme ainda possuía uma música e sonoplastia muito premiados.

Ganhou muitas estatuetas e marcou uma geração.

Épico, Drama, romance.

Ano da Produção:1963

Duração: 248 Minutos

Diretor: Joseph L. Mankiewicz

Música Alex North

Trailer Oficial

Juventude Transviada

Todos os jovens atuais deviam assistir, pois vão descobrir que seus avós já discutiam temas que ainda são fortes hoje.

Imaginar que em 1955 alguns temas já eram um tabu que ainda estão em debate é muito interessante. 

O filme é baseado na vida do jovem que tinha propensão a se meter em confusão, fazendo seus pais mudarem constantemente. Quando se fixam em Los Angeles, o rapaz é preso por embriaguez e conhece a personagem feminina da trama e o contexto gira em torno dos jovens e suas famílias.

Drama

Ano da Produção:1955

Diretor: Nicholas Ray

Roteiro: Stewart Stern

Trailer Oficial

Entre dois amores

Um filme que possui uma sequência de imagens perfeitas das planícies da África, unido a um grande romance entre Meryl Streep e Robert Redford fazem do filme, imperdível.

O filme traz como pano de fundo aspectos históricos da região, lutas e debates importantes, com foco na colonização europeia, o filme foi baseado na autobiografia da Baronesa dinamarquesa Karen von Blixen-Finecke, mulher totalmente independente, que se mudou para a África, a fim de  dirigir uma plantação de café, no início do século passado.  

O filme apresenta um casal que se encontra raramente, abrindo espaço para o romance entre os protagonistas que são amantes, que também se encontram esporadicamente, mas ele representa a pessoa que se faz presente em momentos em que a personagem principal precisa de ajuda e não obtém apoio do marido.  

Com direção perfeita, fotografia muito bem trabalhada e um fundo musical muito especial.

Drama, romance.

Ano da Produção:1985

Diretor: Sydney Pollack

Roteiro: Kurt Luedtke

Música John Barry

Trailer Oficial

Hair

Muitas pessoas possuem preconceito com filmes musicais, o Hair pode vencer  essa sua visão, pois ele não está ligado a um romance dançante, baseado no musical da Brodway, esse filme, junto com outro épico, Cabaré, trouxeram o drama, a irreverência, aos filmes da época.

Se você é jovem e não teve contato com os hippies e seu rompimento com a estrutura social tradicional, O Hair pode te mostrar um pouco do que foi vivido nos anos 60.

Vou dar uma amostra disso colocando em anexo o vídeo da música tema do filme “Aquarius”.

Cuidado para não cometer o erro de assistir ao filme pensando nos dias atuais, mas imagine que ele foi lançado num tempo em que mulheres não tinham nenhuma liberdade, que as drogas, a bebida eram coisa de homem e não podiam haver excessos, a palavra “diversidade” nem existia e preconceito era a realidade estrutural, o chamado “normal”.

Se permita viajar para essa sociedade “quadrada” e extremamente conservadora para assistir ao filme!

Música, romance

Duração:121 minutos

Ano da Produção:1979

Diretor: Milos Forman

Roteiro: Calt MacDermont, Michael Weller

Trailer Oficial