Skip to content

O que é Ergonomia

Conceito de Ergonomia

Explicando resumidamente, a ergonomia é uma ciência que estuda a relação das proporções do corpo humano com os objetos que ele interage em seu cotidiano. 

Em qualquer lugar ou situação que ele se encontrar.

Quando falamos desse termo um dos primeiros exemplos que vem à tona são as cadeiras. 

Certamente você já ouviu falar em cadeira ergonômica, minuciosamente projetada para oferecer conforto ao usuário.

Mas não é necessário nenhum conhecimento científico profundo para identificar quais objetos são melhores considerando essa questão.  

Basta sentar-se em uma cadeira, por exemplo, para rapidamente concluir se é confortável ou não.

No entanto, produzir um objeto ergonômico exige muito estudo e cuidado.

No design, a ergonomia é tão importante quanto a plástica, ou seja, de nada adianta uma cadeira ser linda se não for confortável, afinal, trata-se de um objeto para ser utilizado

Além das cadeiras?

A ergonomia se aplica em praticamente tudo e a todos os lugares que o homem utiliza. 

Por isso existem incontáveis pesquisas de fabricantes de eletrodomésticos, móveis e objetos em geral, visando uma relação de mais conforto durante a utilização de seus produtos.

No entanto, várias situações passam pelas mãos dos arquitetos que projetam as casas das pessoas e que na hora de oferecer alguma solução customizada, precisam observar essas questões para não cometer erros. 

São os famosos “sob medida”. 

Muitas vezes, trata-se de soluções que serão construídas especialmente para sua casa, para atender a algum desejo ou necessidade.

Por exemplo, aquele cantinho na cozinha que é ideal para fazer uma copa confortável, com um sofá.

Se o arquiteto ou designer de interiores não se atentar para essas questões, é fácil errar e o seu sofá ficar desconfortável.

Considerando-se a média de estatura da população, existem estudos que apontam as medidas ideais, que se aplicam a todas as situações. 

Por exemplo: 

  • altura de mesa, 
  • altura de pia de cozinha e banheiro, 
  • profundidade de armários e tantas outras situações.

Tudo precisa ser projetado pensando nessa relação de utilização e conforto.

Afinal, erros podem causar problemas que vão se acumulando com o tempo e prejudicando o bem estar e a saúde das pessoas. 

E muitas vezes nem são identificados para poderem ser corrigidos. 

As pessoas vão ficando irritadas e até infelizes por terem que, no seu cotidiano, conviverem com algo que é prejudicial.

Preste atenção em suas atividades do cotidiano e tente perceber se alguma coisa te incomoda. 

Se sim, certamente tem algum problema em relação à ergonomia e muitas vezes pode ser corrigido.

Nada substitui o seu bem estar, pense nisso.

Autora de um blog com informações e dicas de arquitetura