Skip to content

A semente do amor

Amor! Palavra que carrega consigo muitas definições, sentidos e significados. Em essência é um sentimento que deve nortear nossa jornada, permitindo-nos desenvolver nossas virtudes; é por meio dele que devem transitar nossas verdades e por meio do qual construiremos a vida que queremos ter e o mundo que queremos deixar para todos.

Em cada parte territorial deste planeta, o homem desafiou todos os seus limites para sobreviver e construir uma vida. Ele acreditou em seu potencial, nas suas virtudes e, com seu esforço, venceu barreiras. Ele crê. De alguma forma, algo muito resistente em seu interior faz com que lute e siga em frente.

Quando olhamos para nossa vida, devemos ter esse aprimoramento interior que nos permita responder com confiança e com as nossas certezas a seguinte pergunta: 

O que me move?

Posso apenas responder por mim, com essa palavra mágica: AMOR. Sim, sentir-me viva. Olhar para o céu e ver tantas estrelas, sentir a presença de tanta vida pulsando neste planeta e em todo o Universo. Pensar que somos parte desse todo, constituídos de pó de estrelas. Que mesmo não tendo capacidade para responder a todas as perguntas que me faço, mesmo assim fluem por mim a energia cósmica que me alimenta, ilumina, vivifica. Que meu corpo físico e energético, minha alma, fazendo parte deste planeta me oferece um presente de ser idêntica a ele. Todos os meus ossos, os líquidos, toda a matéria, o ar, o fogo estão na minha composição. Este sentimento me fortalece e me faz sentir igual a todos os outros seres vivos da minha espécie e, em grande parte, de todos os outros reinos. O mineral, o vegetal e o animal estão em mim. 

Amo a tudo isso e tenho sentimentos que expresso a cada situação, com a roupagem que lhe convém, que lhe é própria, que lhe dá os atributos necessários para os efeitos desejados. 

Todo ser humano nasceu para viver em grupo. Você pode morar sozinho, buscar um isolamento para várias situações e necessidades; mas você não pode viver só no mundo. Cada um de nós tem um propósito na vida e luta por ele, mas a Semente do Amor deve estar à frente de tudo. Vivemos ainda em uma sociedade cruel, que ainda visa poder, dinheiro, fama, beleza, posse de bens e de pessoas; sei que nesta minha passagem talvez não consiga ainda viver no mundo que espero, mas as Sementes são plantadas. Quando eu voltar, espero saborear o fruto da fraternidade, da solidariedade, da justiça e da liberdade, que só uma mente e coração equilibrados e harmoniosos podem construir.

Pessoas, Amigos, Juntos, Feliz, Criança, Pessoa, Irmãos

Quando o homem perceber que ele é único, impar, que suas virtudes e talentos são únicos; que ele deve ser o dono de seu destino e respeitar tudo isso no outro; ele estará pronto para uma nova era. Quero a beleza da vida, quero não ter medo do meu irmão (todos somos irmãos), quero mostrar o meu melhor e que cada um assim seja e assim o faça.  A multiplicidade somada gerará uma Unidade perfeita, rica, saudável. 

Às vezes usamos a expressão: “conquistar o seu lugar ao sol”; pois bem, eu só quero o meu e que cada um tenha o seu por direito, por escolha, por afinidade, por competência, por agir da forma justa e perfeita. Por cumprir com o Dever e por amar ao próximo. Amar a Centelha Divina que existe em cada um de nós e que nos faz irmãos. Amar-nos porque somos filhos dos mesmos Pai-Mãe Cósmicos. Para que sejamos Um por Todos e Todos por Um.

Quando vemos alguém apaixonado, fica nítida a luz e o brilho em seus olhos, o sorriso nos lábios, a fala delicada e complacente; sua mente lhe permite idealizar mil sonhos e seu coração transborda em generosidade, atenções e cuidados. Todos estes atributos levados para a vida, transforma-a em algo doce, de beleza e leveza. Quem ama não se sente dono do outro, não o prejudica, lhe oferece o melhor lugar, lhe oferece a parte mais gostosa de um doce, lhe protege e cuida para que este sentimento seja eterno. Então, quando você ama o que faz, faz o que ama; fala com respeito, admiração e reconhecimento das virtudes do outro; quando você é feliz porque o outro está feliz e quando você abre mão de suas intransigências pelo outro; aí está um estado de espírito verdadeiramente consciente, lúcido. 

Eu sei que existem muitas formas que conhecemos para expressar nossos sentimentos mais puros e verdadeiros, como o amor a Deus ou ao que você acredita como um Criador; o amor materno; amor fraterno; amor à natureza; amor próprio e a uma alma gêmea; enfim, o ser humano precisa do amor para viver e quando ele ama, ele se torna melhor. 

Penso que esse nosso momento de reclusão, até por medo de adoecer e morrer, criou uma possibilidade de nos confrontarmos conosco mesmos; foram momentos de aproximação e de mergulho no mais profundo de nosso Ser e desejo que este processo faça com que não voltemos, no pós-pandemia, iguais aquelas pessoas de quando tudo começou. Não me refiro a mudanças na forma de estudar, trabalhar que poderá ser mais on-line do que presencial; mas sim dos valores e sentimentos que verdadeiramente importam na evolução de nossa espécie. 

Tenho orgulho quando vejo, em inúmeros aspectos, onde a humanidade já chegou deste o princípio de sua jornada, mas tenho a certeza que somos capazes de melhorar ainda mais e deixarmos nossos bons exemplos aos nossos descendentes e para as nossas próximas vindas; para quem acredita ou não. 

Que a paz, o amor e a verdade se façam presentes em todos os corações; e que assim seja.