Skip to content

Dimensões de guerra

Guerra e a história humana

Antes de começar esse percurso de compreender uma guerra, vou te lembrar que vivemos em guerra sempre:

  • Sua consciência está em guerra constante com sua emoção.
  • Você está em constante guerra pela sua própria sobrevivência.
  • Sua família está em guerra, umas contra a fome outras contra a concorrência no mercado de ações.
  • Sua cidade está em guerra contra todos os problemas diários de existência.
  • Seu país está em guerra constante para manter sua Soberania.

Logo, a guerra existe e está presente no nosso dia a dia, mas suas proporções é que podem ser sangrentas e desastrosas, como diria um pensamento popular:

”Um verdadeiro homem não é aquele que ganha uma batalha, mas sim aquele que evita uma guerra”

A Arte da Guerra

Toda pessoa deveria um dia ler A Arte da Guerra, de Sun Tzu, pois nossas vidas diárias são guerras, apenas de menor dimensão. E esse mestre traz muita sabedoria nesse livro, basta ler as poucas frases dele que trago a seguir:

Fu, Kung, Kungfu, Mestre, Silhueta

“A Suprema arte da Guerra é derrotar o inimigo sem lutar”

Logo nossa busca constante é pela paz e o entendimento, é evitar a guerra, pois a guerra só causa danos.

“Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas.

Se você se conhece, mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota.

Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas…”

A base para se vencer uma guerra não está no seu arsenal bélico, está no CONHECIMENTO, dos seus objetivos, das suas estratégias, do ambiente onde você está inserido e na humildade de perder uma batalha para não perder uma guerra.

“Não é preciso ter olhos abertos para ver o sol, nem é preciso ter ouvidos afiados para ouvir o trovão. Para ser vitorioso você precisa ver o que não está visível.”

Numa guerra nada é óbvio, pois muitas são as variáveis desconsideradas, o olhar de alguém em guerra não pode estar nas atitudes esperadas, mas naquilo que ninguém imaginaria ser possível.

“Numa batalha, não encurrale o inimigo. Deixe sempre uma saída. Senão, não restará outra alternativa a não ser lutar pela própria vida. Então, cada soldado inimigo valerá por dez dos seus.”

Um homem possui uma força descomunal dentro de si, essa força floresce quando o medo do fim parece real demais. 

Logo é brilhante o título do livro de Sun Tzu – A Arte da Guerra, pois realmente a guerra precisa da precisão dos detalhes da arte para ser vencida!

Conceitos envolvidos

Para falar de guerra, um tema vasto e difícil, podemos enumerar os conceitos envolvidos:

Defesa Ataque Morte Perda Angústia Medo Degradação Fome Risco Desespero Sangue Sofrimento Armas Destruição Solidão Foco Objetivo Governo Política Vitória Derrota Meta Soldado Povo Loucura Arte Batalhas Explosão Comunicação Esperança Paz

Se eu estiver falando nas minhas guerras diárias, poderia parafrasear Friedrich Nietzsch: 

“Da escola de guerra da vida – O que não me mata me fortalece.”. 

Então eu vou a cada dia vencer uma batalha, na busca incessante do sucesso, na busca constante de vencer a minha “guerra”.

Mas, quando essa guerra toma a proporção das Nações e da defesa de suas soberanias, temos que estar conscientes que será uma missão de Política e de Governo.  

Nesse caso, fica claro que precisamos, como indivíduos, fazer escolhas seguras para a coletividade de nossa Nação, pois nossos representantes é que decidirão sobre guerras maiores.

Gostaria de trazer duas frases nesse contexto:

“A política é quase tão excitante como a guerra e não menos perigosa. Na guerra a pessoa só pode ser morta uma vez, mas na política diversas vezes.”

Winston Churchill

“A política é uma guerra sem derramamento de sangue, e a guerra uma política com derramamento de sangue.”

Mao Tse-Tung

Frases precisas demais.

Grande Guerras da História

A Guerra no nível de uma Nação é tão poderosa que pode tomar formas diversas:

Espartano, Exército, Sol, Crepúsculo
  • Guerra dos Trinta Anos 1618: rivalidades religiosas na Europa (cerca de 6 Milhões de mortos);
  • Napoleão Bonaparte 1803: invasão por choque de interesses da França e as demais nações absolutistas (cerca de 5 milhões de mortos);
  • Rebelião Taiping, por volta de 1850/60: guerra civil chinesa, por questões políticas e religiosas. (cerca de 30 milhões de mortos);
  • Guerra Civil Russa 1917: guerra iniciada com o intuito de derrubar os socialistas que tinham tomado o poder na Rússia. (cerca de 10 milhões de mortos);
  • Primeira Guerra Mundial: onde as nações europeias lutavam por definições claras de nações e que não conseguiram fazê-lo sem Guerra (de 15 a 20 Milhões de mortos);
  • Segunda Guerra Mundial (entre 1939-1945): onde o Eixo Alemanha-Itália-Japão (destaque para Hitler e Mussolini) pretendiam impor ideologias do nazifascismo, se depararam com os Aliados (cerca de 70 milhões de mortos). As bombas atômicas redesenharam as guerras;
  • A Guerra Fria: onde USA e Rússia (e seus aliados) impuseram ao mundo o temor do desconhecido. O que poderia acontecer num enfrentamento com armas de grande porte.

Poderia citar muitas outras guerras antigas, a dominação dos Impérios Greco-romanos, os persas, os vikings, as cruzadas e as guerras específicas de todos os tempos.

Mas não vou me estender enumerando guerras, pois precisaria de um livro inteiro para isso, esse não é meu intuito.

Bomba Atômica, Armas Nucleares, Explosão

Em todos esses conflitos, eu poderia pensar que: 

“A guerra é um massacre de homens que não se conhecem em benefícios de outros que se conhecem, mas não se massacram” 

Paul Valery.

Logo muitos sangram, porque poucos decidem e decidem por 

PODER, AMBIÇÃO, DOMÌNIO, VINGANÇA, RELIGIÃO, IDEOLOGIA DOMINANTE,

TERRAS DOMINADAS, OPRESSÃO, RAÇA 

Soldado, Submetralhadora, Guerra, Lutar

Em nenhum momento a guerra se faz pela PAZ VERDADEIRA ou por SOBERANIA, mas por desrespeito à Soberania de povos e nações.

“A não violência e a covardia não combinam. Posso imaginar um homem armado até os dentes que no fundo é um covarde. A posse de armas insinua um elemento de medo, se não mesmo de covardia. Mas a verdadeira não violência é uma impossibilidade sem a posse de um destemor inflexível.”

Gandhi

Uma Guerra não define fortes e fracos pelas armas, como muitos pensam, mas pelo seu uso. Pelo seu uso indevido. 

Pelo medo contido no olhar de quem atira, às vezes maior do que nos olhos de quem irá receber o tiro.

Atualidade

Acho muito importante em 2022 citar uma frase de Albert Stein: 

“Não sei como será a terceira guerra mundial, mas sei como será a quarta, com pedras e paus”

Hoje estamos vivendo num momento limítrofe ao risco de uma Terceira Guerra Mundial ou, poderíamos dizer, uma Guerra Atômica, Nuclear ou qualquer outro nome que você queira dar. E a frase de Stein é mais do que verdadeira, pois o que vai restar aos nossos filhos e netos se isso acontecer. 

Um dado importante a ser visualizado é que o número de perdas humanas cresce muito na história mundial, pois temos cada dia uma população maior na terra, cada dia mais concentrada nos grandes centros urbanos e, por outro lado, cada dia criamos armas mais letais.

A pior coisa para nós como indivíduos é não ter “Poder” para impedir isso de acontecer, pois essa decisão é política, é governamental e, o pior, envolve inúmeros Governos de Nações completamente diferentes.

“A guerra, a princípio, é a esperança de que a gente vai se dar bem; em seguida, é a expectativa de que o outro vai se ferrar; depois, a satisfação de ver que o outro não se deu bem; e finalmente, a surpresa de ver que todo mundo se ferrou.”

Karl Kraus

Soco, Punho, Mão, Força, Isolado, Humano

Minhas conclusões…

Para concluir, eu vou trazer mais dois pensamentos maravilhosos:

“Nunca houve uma guerra boa nem uma paz ruim.”

Benjamin Franklin

O conhecimento é uma arma. Arme-se bem antes de ir para a batalha.

(Game of Thrones – Mestre Aemon)

Você pode me perguntar: por que você finaliza com essas duas frases?

Porque hoje nós podemos fazer muito pouco para impedir um massacre,

mas o futuro, está nas minhas e nas suas mãos,

tenho fé que o amanhã vai existir,

e que a única coisa que pode impedir as grandes guerras é o CONHECIMENTO.

Conhecimento sobre a paz,

sobre os riscos e as perdas nas Guerras,

e sobre a importância das nossas escolhas de vida.

Vou propagar a paz no meu ambiente,

aumentar isso levando, 

para minha comunidade,

para minha nação, 

fazendo com que esse sentimento de equilíbrio atinja o mundo.

Uma Guerra só:

DESTRÓI FAMÍLIAS, NAÇÕES, RAÇAS, CREDOS E GENTE, TRAZ ANGÚSTIA, GERA MEDO E INSEGURANÇA.