Skip to content

Você tem dificuldade em usar estampas/ padrões?

Talvez esteja escolhendo o contraste errado

E o que seria isso? 

É a diferença entre claros e escuros que nós temos no rosto. 

A parte mais clara costuma ser a nossa pele, e a mais escura o cabelo/sobrancelha.

E o que isso implica no nível de estampas? 

Quando a gente usa uma estampa com um contraste mais baixo que o nosso, ficamos apagadas. 

Já se usarmos uma roupa com um contraste alto demais, ficamos ofuscadas. 

A Clau da @descubraporto tem um contraste baixo, a pele dela é clara e o cabelo grisalho e a sobrancelha clarinha fazem com que ela não tenha tons muito escuros no rosto. 

A gente vê que no primeiro tecido, a estampa nem ofuscou, nem a apagou. Os tons da estampa são clarinhos e muito parecidos, assim como no rosto da Clau. 

Já no segundo tecido, que tem um contraste médio, parece que a estampa “chega antes” do que o rosto dela, a beleza da Clau ficou em segundo plano. 

O alto contraste então não tem condições, né minha gentchy?  

A moldura roubou a cena e a obra de arte (no caso o rosto da Clau) ficou completamente ofuscada.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é D1fLORUTvujDN07Q1aYR5yodVpMFro6HxUyxDBNKTl6UMmanks-XvTiZY42oXPPt-46W7iZ5snrlp73PcRwqKe2rMVV3v6QQHwNxfutuYecmUjRhh1IDm-hwnpDT4adeUvVcIw0

O contraste é a única coisa que muda um pouco se estivermos bronzeadas, já que como a pele fica mais escura, ele baixa um pouco, mas isso não altera o resultado da análise de coloração, a nossa paleta é sempre a mesma durante a vida toda. 

Importante ressaltar que não existe certo e errado. 

Eu posso usar estampas de baixo contraste pra suavizar a minha imagem ou estampas de alto contraste caso queira que a minha roupa se destaque, a “desarmonia” também é uma estratégia de comunicação.

Porém, quando repetimos o nosso contraste nas estampas, fazemos com que a atenção seja no nosso rosto e é o que mais vai valorizar a nossa beleza natural.